"(...)te arranca as asas."

Amo-te. Entrego-te o meu coração e o meu desejo.

És o único que sempre quis, a única voz que tanto ansiei para que soasse ao meu ouvido.

Ainda sinto o teu olhar em mim, o teu beijo húmido e o teu amor.

Agora que o meu corpo jaz num trémulo canto escuro, tens a minha alma.

publicado por Rita às 20:46 | link do post | comentar