Facto. (10)

O desejo carnal não devia ser um pecado. Num segundo beijava-te e entregava-te o pouco que sobrou de mim.

tags:
publicado por Rita às 18:03 | link do post | comentar