Sou?

Sim, sou uma gaja melodramática. Gosto da doce tentação do perdido e azedo. São factos, meus caros.

Rezem às almas perdidas ou ao mundo. A culpa não é minha, com certeza.

publicado por Rita às 15:33 | link do post